• Tiago Cavalcanti Tabajara

O que é Neurobusiness

Neurobusiness é o campo de estudo que une os conhecimentos sobre as Neurociências, Neuropsicologia, Psicologia cognitiva e comportamental, juntamente com a Antropologia e Sociologia tudo isso aplicado ao mundo dos negócios.


Apesar da neurociência, psicologia e antropologia surgirem nos últimos 200 anos, somente a partir da década 70 psicólogos como Amos Tversky e Daniel Kahnemann passaram a relacionar esses conhecimentos com economia e negócios o que rendeu um prêmio Nobel para Kahnemann em 2002 e outro Nobel para o seu aluno Richard Thaller em 2017, ambos utilizando os conceitos Economia Comportamental.


Não se sabe quem criou o termo neurobusiness e só há registros no Google mundial sobre o termo a partir de agosto de 2009 e no Brasil começa a aparecer no Google por volta 2011.


Esse campo de estudo surgiu para entender como as pessoas pensam, como decidem, o que as motiva, quais as suas capacidades e limitações e como podemos utilizar essas descobertas dentro do mundo corporativo.

O neurobusiness assim como a administração tradicional é composto de diferentes áreas conforme a necessidade de aplicação dos conceitos de neurociência, ou seja, Ao aplicarmos a neurociência ao marketing, teremos o Neuromarketing, às vendas teremos a Neurovendas e assim por diante. É importante salientar que o conceito de neurobusiness não incorpora pseudo ciências ou outras abordagens que falam sobre a mente como a programação neurolinguística.

O Mercado mundial de Neurobusiness tem crescido nos últimos anos e tem buscado seu lugar dentro das universidades e das empresas mais tradicionais, graças as pesquisas que utilizam EEG, RMF, eye treking entre outros equipamentos. Dessa forma, temos obtido respostas de forma inconscientes muito mais precisas e com baixíssimo risco de erro, do que as obtidas com questionários e grupos foco utilizadas pesquisas tradicionais.

Essas descobertas tem gerado novos conhecimentos que tem transformado teorias tradicionais em mitos sem fundamento científico, um exemplo disso é a ideia de que existe lado criativo do cérebro e lado analítico. Outro exemplo é o mito que existem pessoas auditivas, visuais e cinestésicas, o que a neurociência prova que todas as pessoas são visuais.

Como CEO da Infinity temos buscado consolidar o mercado do Neurobusiness no Brasil, apoiando alunos e professores a produzirem conteúdo realmente científico, transformado suas descobertas e pesquisas em workshops, livros e artigos, fugindo dos profissionais que chamamos de ‘neurobajeiros’, ou seja, pessoas que lêem um livro e se denominam especialistas em neuro alguma coisa.

Temos encabeçado a revolução do neurobusiness no cenário nacional e ficamos muito felizes em sermos a maior referência em Neurobusiness do Brasil.

Se você quer fazer parte desse movimento e aprender mais sobre como as mentes funcionam, decidem e se motivam, siga-nos da redes sociais. Será um prazer compartilhar com vocês nosso conhecimento.

Hoje já existem cursos de extensão e pós-graduações pelo Brasil com a proposta de ensinar neurociência, a maioria focado no ensino de neurociência médica, sem aplicação prática no mundo dos negócios e sem pesquisas aplicadas.


Porém existe apenas um MBA em Neurobusiness no Brasil, e até onde sabemos é o único no mundo também. Essa pós é o MBA EM NEUROBUSINESS da minha empresa, a INFINITY NEUROBUSINESS que já atua há 10 anos no mercado Neuro. Abraço e até a próxima! Tiago Cavalcanti Tabajara, MBA, MSc, PhD(c)

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo